Serviços‎ > ‎

    Sistema de Supressão


















































    FM-200™

    O FM-200™ é o heptafluoropropano que, nas condições normais, é um gás incolor, inodoro, não condutor de eletricidade, e por não deixar resíduos é considerado um agente “limpo”. 

    A extinção do fogo se dá por uma combinação química e física agindo sobre a chama, não alterando significativamente a concentração de oxigênio do ambiente agindo inicialmente resfriando fisicamente a chama no nível molecular sendo um excelente condutor térmico, o FM-200™ literalmente remove energia térmica do incêndio, a tal ponto que a reação de combustão não consegue se sustentar simultaneamente, a ação química do FM-200™, através dos radicais livres agindo sobre o fogo, definitivamente inibe a reação em cadeia entre combustível, comburente e calor, interrompendo a combustão, sendo assim seu nível de toxicidade é aceitável, podendo ser usado em ambientes ocupados por pessoas, dentro das especificações da EPA. 

    Embora o gás seja considerado não tóxico para seres humanos na concentração necessária para extinção do fogo, deve-se evitar a exposição desnecessária ao gás, pois no momento do combate pode haver a liberação de produtos decompostos resultantes do contato do agente com o fogo ou outras fontes de calor. Normalmente, como o FM-200™ é descarregado em 10 segundos ou menos, causando uma rápida extinção das chamas, a quantidade de produtos formados é mínima.

    Descrição do Sistema de FM-200™: 
    O sistema tem por objetivo, distribuir este gás através de tubulações até o setores protegidos, em quantidade suficiente para a perfeita extinção do princípio de incêndio. As instalações em geral, compõem-se basicamente de: 
    - Cilindro 
    - Canalização e Difusores 
    - Elementos de comando 

    Existem 2 tipos de sistemas:                                                                                            

    Sistemas Centralizados (bateria): 
    Os sistemas podem operar com cilindros de baixa pressão – 25 bar. 
     

    Sistemas Modulares: 
    Os sistemas podem operar com cilindros de alta pressão – 42 bar.                    

     

    Aprovações e Normas: 
    LPCB – (Loss Provention Certification Board) 
    NFPA 2001
    UNE 23572
    UL/FM




    CO2

    Dioxido de Carbono ( CO2)

    O Dióxido de Carbono  é um gás inodoro, não tóxico , não condutor de eletricidade, que não deixa resíduos corrosivos.
    O CO
    2 combate o incêndio pela redução do Oxigênio do ambiente, a níveis que impossibilitam um ser humano de respirar.

    O gás CO2 pode ser utilizado em dois tipos de sistemas:

    • Sistema de CO2 de Baixa Pressão:
      Utilizando um tanque de aço dotado de sistema de resfriamento e mantido a uma pressão de 300psi a 18°C. 
      Possui válvula reguladora comandada por temporizador, de forma a fornecer a quantidade de CO2 correspondente ao volume do local protegido.
      Normalmente se utiliza quantidades de CO2 acima de 3000Kg.

       
    • Sistema de CO2 de Alta Pressão:
      São utilizados cilindros de até 45k, com pressão de 850psi a 21°e densidade de enchimento até 68%.

      O sistema de alta pressão pode ser de duas maneiras:
        

      Aplicação Local:

      Quando o risco protegido não esta confinado em um espaço fechado.

      Tempo de descarga: Maximo 30 Segundos

      Inundação Total:

      Quando é possível confinar o risco dentro de um volume definido.

      Tempo de descarga entre 1 a 7 minutos, com pelo menos 30% nos 2 primeiros minutos.

    •